Na mídia

Você sabe o que é a sialorréia?

18 jun | 2019

     

A produção de saliva tem uma função muito importante para a saúde da nossa boca. Se produzida na quantidade certa, elas ajudam até na limpeza dos dentes e no combate à cárie. Porém, ao estar desregulada, a produção de saliva em excesso pode ser um sinal de problemas bucais.

Neste artigo você vai saber mais sobre a quantidade certa de saliva que precisamos ter e a situação oposta, que gera um quadro de sialorréia. Continue a leitura!

 

A sialorréia

Nome científico para a salivação em excesso, a sialorréia se define pela produção exagerada da saliva, que geralmente acontece apenas temporariamente. Habitualmente, as glândulas salivares geram cerca de 1 a 2 litros de saliva por dia, em uma pessoa adulta e saudável.

No caso dos bebês, é normal que eles fiquem “babando” com mais frequência, até os 4 ou 5 anos, porque ainda não ocorreu o desenvolvimento completo dos músculos da face. Entretanto, na fase da adolescência ou nos adultos, é mais fácil ficar atento aos sinais de quando um problema de excesso de salivação ocorre.

 

Quais são as causas desse problema?

A sialorréia pode ter diversas origens, como inflamações na boca ou garganta, hipertensão, problemas digestivos ou até mesmo neurológicos. Aftas, aparelhos ortodônticos mal colocados ou próteses novas também podem interferir na produção de saliva. Pessoas que sofrem com tabagismo, forte estresse ou problemas como estomatite e refluxo, também estão em risco de desenvolver a sialorréia.

 

Entendendo a importância da saliva

A produção desregulada da saliva pode prejudicar o indivíduo em duas situações, tanto no excesso quanto na falta dela. Como já vimos, crianças até os cinco anos produzem uma maior quantidade desse líquido, o que é considerado normal. E durante a fase da terceira idade é mais frequente que a falta de saliva ocorra, devido a certos medicamentos ministrados para os idosos.

Ambas condições, se não tratadas, afetam a saúde bucal e podem gerar complicações graves para outras regiões do corpo humano. A escassez de saliva – a xerostomia -, pode envolver aspectos como a deficiência na ingestão de líquidos ou doenças como o diabetes. Já a sialorréia, que é o excesso desse fluido, sugere que existem problemas com a deglutição, ou a privação de controle nos músculos do rosto, garganta, boca e língua.

 

Como tratar a sialorréia?

Identificar e iniciar o tratamento para a sialorréia é bem simples. O excesso de saliva gera uma maior sensação de engasgo, uma “sufocação” com esse fluido em exagero. Alguns sintomas do problema também envolvem a aparição de feridas nos lábios, queixo ou pescoço, quadro bem semelhante aos de uma dermatite.

Já o tratamento para a sialorréia vai depender exclusivamente da condição de cada paciente e da gravidade da situação. Ela pode ser curada ou até mesmo evitada. Existem os casos mais comuns, que podem ser uma condição passageira, ou então quadros simples de se resolver. No entanto, os casos mais graves necessitam de um acompanhamento especializado, onde o tratamento pode ser feito com medicamentos prescritos ou até mesmo procedimentos cirúrgicos.

Nas situações em que o paciente sofre com uma sialorréia incessante existem outras opções de abordagem, como as que envolvem o uso da toxina botulínica, remédios homeopáticos, ou o uso de adesivo transdérmico, entre outras técnicas.

 

Se você sofre com a sialorréia, alguns pequenos hábitos podem ser implementados na sua rotina para melhorar o problema:

  • Lembre-se de manter a boca sempre fechada e o queixo para cima;
  • Diminua o consumo de alimentos com açúcar, pois eles aumentam ainda mais a produção de saliva na boca.

 

 

O melhor tratamento é a prevenção

Se você perceber qualquer alteração na produção de saliva da sua boca não adie a visita ao consultório de um profissional! Somente um dentista será capaz de diagnosticar a sialorréia, analisar o grau em que está o problema, e identificar quais são os tratamentos necessários para o seu caso específico.

Evite complicações: para manter uma boa saúde bucal é preciso manter um calendário de consultas regulares ao dentista para que você possa se prevenir corretamente.

 

Comece hoje mesmo seu tratamento!

A saúde bucal precisa ser levada a sério, a saliva é uma peça fundamental para que seus dentes fiquem saudáveis e bonitos.

A clínica Dr. Sérgio Casarim oferece o melhor atendimento e tratamentos altamente modernos para cuidar da sua sialorréia. Atendemos crianças, adolescentes e adultos, indicando o melhor método para cada paciente. Agende uma consulta e conheça nossa estrutura!

< voltar

Posts Relacionados